quem resiste?

um jogo de sedução. ela chega, te olha. penetrante. te toca antes mesmo de se aproximar. antes que você perceba, te ganhou. ou melhor, roubou! ninguém autorizou a conquista! você treme, são calafrios. não é gostar, pelo contrário.

– oi, qual seu nome? – ela já sabia mesmo antes de você pensar em abrir a boca para responder. – tudo bem? claro que não! – você reluta. ela te agarra, abraça, te beija sutilmente. não é preciso gritar, pelo menos por enquanto. a situação está sob controle. não há motivos para alarde. mas alarmado estás! no teu âmago, um peso: não deveria aceitar isso!

a relação já é íntima. antiga. ela é uma velha conhecida. agora reconheci-a! reluto novamente. não te queria de novo, Ansiedade! te pedi para não chegar sem avisar. bata à porta, pergunte se pode entrar. você nunca será bem-vinda, mas posso aceitá-la em algumas ocasiões. não agora! agora, não. mas agora já foi. ela se sente em casa, se instala agradavelmente. eu, desagradada. certo, agora, preciso aceitar. contar até dez, disse minha psicóloga! dez não chega. até cem, talvez? não consigo chegar até lá! perdi a calma. respiro fundo. ela roubou meu fôlego. a minha cabeça se inunda de “isses?”, no português correto: “e, se?” – mas o coloquial é sempre mais demorado. me envolvi o abraço dela, e agora somos uma. não gostamos de esperar. tic-toc. desta vez você venceu. mas eu juro! da próxima, eu resisto.

One Reply to “quem resiste?”

  1. Foi essa linda crônica que me deixou com um pulga atrás da orelha Joana, e não a que postei, que é linda e casual também!

Deixe uma resposta